A sedução

sexo no banheiro
Meu primeiro trabalho com carteira assinada foi em 2005, comecei a trabalhar numa construtora na área administrativa, não foi fácil, afinal tinha 150 funcionários e mais uns 50 prestadores de serviço.
Comecei numa segunda feira, fui recebido pelo mestre de obras e fui apresentado em seguida ao engenheiro, e no minuto seguinte entrou no almoxarifado um rapaz de 1.85, aquele magro definido, liso, muito branco, do cabelo castanho loiro bem escuro quase castanho e olhos verdes, não mudei o foco da conversa, mas mirei ele de alto a baixo...(risos)

Na quinta feira após quase a semana toda tudo andando bem, Ricardo, aquele rapaz belíssimo e que eu já sabia que era sobrinho do mestre de obras...
-Oi, preciso de uma folha sulfite, uma trena e um lápis.
-Assina aqui...
-E se eu não assinar?
-Me da isso aqui!
-Huuum...bravo você ne?
-Longe disso, so estou cumprindo meu serviço.
-Tchau.
-Tchau!
Me virei e voltei pra dentro do almoxarifado...
-Ei...
-A ferramenta que eu quero é essa aqui seu gostoso...
-Sai fora cara, ta maluco.
-To maluco, maluco pra fuder com você!
-Oi?
-(Risos) você é ativo ou passivo?
-Como assim, do que você ta falando?
-Cara to com tanto tesão em você que deixo você fazer oque quiser comigo, me fala, você quer me comer ou quer dar pra mim?
-Cara, se você não sair daqui eu vo chamar seu tio!

...ainda bem que ele não percebeu que estou de pau duro...

Eu estava pinicando de tesão naquele cara lindo e delicioso, mas num prédio com mais de 200 funcionário, eu não podia escorregar jamais...(risos)
Ele saiu dali, andou uns 20 metros, parou atrás de uma parede, se virou pra mim e apalpou o pau por cima da calça...

As 15 da tarde precisei falar com o mestre de obras e passei um rádio e não fui respondido, depois fiquei sabendo que ele tinha saido, peguei meu capacete branco pois eu era apontador de obras então tinha certa autoridade, e subi dois andares, resolvi oque tinha que resolver, mais o Ricardo não saia da minha cabeça, eu estava com muito tesão.
Quando virei o corredor em direção ao elevador vi o Ricardo entrendo num banheiro com uma chave e umas torneiras, ele não me viu, voltei olhei os corredores, as escadas, e o elevador, tudo deserto...
-Então você me quer?
-Oi?
-Cala boca!
Peguei o Ricardo desapercebido, já tinha fechado a porta, trancado, e cheguei peguei ele pela gola da camisa e começamos a nos beijar, foi um beijo muito bom, nunca tonha pegado um cara tão belo e gostoso.

-Que beijo gostoso...
-Eu mandei você calar a boca.


Abri o cinto da calça do Ricardo, fiz uma coleira passei no pescoço dele e levei ele prá um box do banheiro, ele se sentou num vaso, sentei sobre as pernas dele e tivemos mais uma sessão de beijos.
Ricardo abriu minha camisa, começou a beijar meu pescoço e morder meu peitoral, chupou com tanta vontade meus mamilos que quase gozei, aquela boca macia, quente, e que deslizava em meus mamilos, e que alternava com leves chupões e leves mordiscadas.

Ricardo, nos despiu inteligentimente, me beijou todo, fiquei de pé e Ricardo caiu de boca na minha pica, eu delirava com aquela boca linda, e que tinha uma temperatura maravilhosa, e que permitia minha piroca deslizar gostoso, eu segurei a cabeça do Ricardo e bombava gostoso.
Depois de um tempo, Ricardo se levantou e com um olhar entendei que ele queria ser mamado, me sentei e peguei aquele pau enorme, deve que media uns 20cm, branquinho, reto, sem um fio de cabelo, Ricardo gemia muito enquanto eu chupava aquele cacetão, quando chupei os bagos dele, ele até deu uma leve tremida...

-Vem ca!
-Fica de joelho aqui na tampa do vaso.
Me virei de costas e sarrei o pau do Ricardo na minha bunda, entre minhas pernas, segurei os nossos paus com as mãos e punhetei nós dois.
-Vira vai, deixa eu meter gostoso prá nós gozar!
O cinto da calça dele ainda estava no pescoço, arrastei ele, e ele com cara de quem não sabia oque estava acontecendo, eu coloquei ele de joelhos na tampa do vaso, coloquei a camisinha, e comecei a meter naquele cuzinho branquinho, apertadinho, na verdade acho que Ricardo era ativo e que teve que cumprir o desafio que fez horas antes.

Inicialmente eu percebi que ele estava meio sem graça, arrastei ele prá junto do meu corpo como cinto, e fui metendo e beijando o pescoço dele, mordendo o ombro dele, virei o rosto dele e começamos a nos beijar, e comecei a punhetar ele.

-Geme pra mim, vai.
-Vem me fode com força, vem...

Acho que naquele momento ele já estava acostumado coma ideia de que ia ser fudido por mim, e quanto mais eu metia, mais ele apertava meu braço e gemia.
Depois virei ele, e coloquei ele meio num frango assado, fazendo do vaso a nossa cama, e fui metendo e beijando ele na boca.

-Vem meu garanhão, acaba comigo, soca vai.
Menos de dois minutos mais não aguentei, e gozei, ele era muito lindo e gostoso, não sei se era o medo de alguém bater na porta ou de alguém ter visto nós dois indo na mesma direção.

-Me punheta vai, me faz gozar.
-Não, quero outra coisa...
-Oque?


Peguei Ricardo pela mão, coloquei uma camisinha nele, me encostei na parede de costas pra ele, e ele no minuto seguinte, me abraçou, me penetrou, começamos nos beijar...

-Seu safado, que cuzinho e esse, delicia demais...
-Cala boca e me fode.
Depois me virei, e com as costas apoiadas na parede, Ricardo me segurou com as pernas suspensas, quanto mais Ricardo metia mais eu sentia prazer, nos beijavamos como dois apaixonados, uns 5 minutos depois Ricardo gozou, me desceu e ficamos uns 10 minutos nos beijando, fomos para o box que tinha chuveiro e tomamos um banho rápido, após nos vestir nos beijamos novamente, e sem dizer nada sai dali, parece que Ricardo entendia meu olhar.

-Onde é que você tava?
-Procurando você!


Quando desci dois lances de escada, encontrei o mestre de obras, e induzi ele a me acompanhar até o almoxarifado pois eu sabia que se ele subisse poderia ver o Ricardo e desconfiar alguma coisa.
Ricardo e eu nos tornamos amantes...

Conto erótico: Antônio S.






ASSUNTOS RELACIONADOS

Compartilhe Agora!

Related Posts

4 comentários

comentários
Anônimo
9 de agosto de 2016 13:47 delete

Cara te acompanho desde o primeiro conto teu, e já sou teu seguidor no Google +, você escreve muito bem, sou teu fã...

Reply
avatar
Anônimo
9 de agosto de 2016 13:52 delete

Fiquei com a impressão de que aconteceu de verdade!
Excitante, escreve muito bem, os que vejo pela web são todos muito toscos...

Reply
avatar
Anônimo
9 de agosto de 2016 13:55 delete

Que delicia...
Eu quero uma foda dessa pra mim...
;)

Reply
avatar
Anônimo
9 de agosto de 2016 13:57 delete

Que delicia...
Eu quero uma foda dessa pra mim...
;)

Reply
avatar

Deixe seu comentário, é um prazer para nós saber sua opinião!
OBS: Os comentários deixados no nosso site por leitores não reflete nossa opinião, portanto não somos responsáveis pelos mesmos.

Nos reservamos ao direito de eventuais erros em nossas postagens, deixe seu comentário e corrigiremos!

Comentários homofóbicos, racistas, agressivos ou intolerantes não serão aprovados.